• A descoberta...

  • As marcas do tempo...

  • Um mundo por descobrir...

  • Formações duma beleza ímpar...

  • Luz...


-
A ideia da formação da Federação Portuguesa de Espeleologia surgiu em Junho de 1974 durante o I Simpósio Nacional de Espeleologia, no Centro Universitário de Lisboa, não tendo no entanto este projecto sido concretizado.

Na década de 80 assistiu-se ao redespertar da espeleologia portuguesa. A maioria dos grupos existentes até essa altura ou se extinguiram ou se transformaram. Aos poucos que resistiram vieram-se juntar um lote de grupos novos e dinâmicos. A necessidade de uma Federação era cada vez mais evidente, mas não foi ainda no III Simpósio Nacional de Espeleologia, realizado em Sintra no ano de 1982, que a constituição da Federação foi avante, apesar de um grande empenho colectivo.

Em Janeiro de 1985 foram lançadas as bases para a Federação Portuguesa de Espeleologia - FPE. É ainda nesta fase de pré-federação que surge o primeiro curso de monitores, o qual ficou sem efeito.

A 29 de Julho de 1986 é outorgada a escritura oficial e constituída a FPE.

Nesse ano a FPE participa pela primeira vez num evento internacional: o IX Congresso Internacional de Espeleologia, em Barcelona.
O I Congresso Nacional de Espeleologia realizou-se em Porto de Mós, no ano de 1988.

Na década de 90 assistiu-se à continuação dos esforços iniciados nos finais dos anos 80. Em 1990 realiza-se o II Congresso Nacional de Espeleologia em Torres Vedras. Os regulamentos da Comissão de Ensino são aprovados em 1991 e as Normas de Curso em Abril de 1992. Ainda em 1991 é terminado o primeiro Curso de Monitores da FPE. Em Agosto de 1992, dois representantes da FPE participam em Hélécine (Bélgica) na Conferência Europeia de Espeleologia. Em Outubro de 1992 realiza-se o III Congresso Nacional de Espeleologia e em simultâneo o I Encontro Internacional de Vulcanoespeleologia das Ilhas Atlânticas, em Angra do Heroísmo, Açores, com a presença de inúmeros espeleólogos de vários países.

Em 1993 é realizado o II Curso de Monitores e o I Curso de Formação de Quadros da FPE.

Em Abril de 1994 a FPE organizou o percurso de Sua Excelência, o Sr. Presidente da República Portuguesa no Maciço Calcário Estremenho, durante a Presidência Aberta do Ambiente.

Em 1997 a Federação Portuguesa de Espeleologia participa no XII- Congresso Internacional de Espeleologia, na Suíça, na qual instala um stand de forma a divulgar a actividade espeleológica em Portugal.

1998 - a FPE é co-organizadora do X Encontro Internacional de Docentes em Espeleologia, que decorreu em Madrid, Espanha, conjuntamente com a Federação Espanhola de Espeleologia e a Federação Francesa de Espeleologia.

Actualmente existem em Portugal cerca de 30 grupos de espeleologia, dos quais mais de metade são membros da FPE.

Login


Fédération Séléologique Européenne
Union Internationale de Spéléologie